14/05/2014

APODI: PM vai ouvir potiguar suspeito de fazer apologia ao crime pelo Facebook


Imagens que estão no perfil do adolescente no Facebook foram enviadas ao G1 pela polícia

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte identificou e pretende ouvir, nesta quinta-feira (15), um adolescente suspeito de fazer apologia ao crime por meio de uma rede social. O menor mora na cidade de Apodi, na região Oeste do estado. Ao G1, o capitão Marcos Honorato de Carvalho, responsável pelo policiamento no município, confirmou que os pais do adolescente foram chamados à companhia da PM da cidade para que também prestem esclarecimentos. O perfil do rapaz no Facebook possui mais de 44 mil seguidores.

As fotos no perfil do adolescente, imagens que foram repassadas ao G1 pela PM, mostram o menor segurando o que aparenta ser um cigarro de maconha. Em outra, há a imagem de várias munições de armamento de grosso calibre e o seguinte comentário: "Madrugada Hoje em apodi, Foi Daquele Jeito ;) . Terrorist Vencero, uashaue. Só Resenha e Moro Akí do lado Foi terror a madrugada toda kkkkkkkkk ~ç~ç" (SIC).
Segundo a PM, a figura do palhaço, principalmente
em tatuagens, significa 'matador de policial'
(Foto: Reprodução/Facebook/Divulgação/PM)
Em outra foto, o comentário fala da polícia: “Mata a polliça é Noossa Métaa Fala pra Noiz quem é o Poder B│♫ #CMV” (SIC).

Em outra postagem o menor escreveu: "FUUUMEEEI TANTO DO VERDÍM QUE , FIQUEEI SUU SÚU" (SIC).

No perfil do menor, a PM ainda encontrou uma foto na qual acredita-se que seja o próprio adolescente usando uma máscara de palhaço. De acordo com a PM, a figura de um palhaço - principalmente em tatuagens - significa 'matador de policial'.

O capitão Carvalho ressaltou que o teor da conversa com o menor vai definir o que será feito. "Marcamos de ouví-lo e também de conversar com os pais dele nesta quinta-feira na Companhia de Polícia de Apodi. Por enquanto, não podemos qualificar que atitude será tomada. Após conversarmos com eles, dependendo do teor, é que saberemos se ele poderá ser encaminhado para a delegacia", ressaltou o comandante.

De acordo com o Código Penal Brasileiro, segundo o artigo 287 da Lei 2.848, é crime “fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime. A pena prevista é de 3 meses a 6 meses de detenção ou multa. A mesma pena está prevista no artigo 286, que diz: “Incitar, publicamente, a prática de crime”.

Por Cassinho Morais
Com informação do Portal G1
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário