09/03/2014

Alunos e professor de curso de direto da FACEP trocam experiências com CDP de Apodi


APODI - Alunos e Professor do Projeto de Extensão “Ressocialização e Dignidade, do curso de Direito da Faculdade Evolução do alto Oeste Potiguar – FACEP, sediada em Pau dos Ferros, estiveram visitando as ações de ressocialização de apenados do Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP-Apodi)”.

Na visita ao estabelecimento penitenciário, os alunos e o professor, puderam acompanhar o trabalho realizado pelos agentes e diretor da unidade, agente Marcio Morais, bem como da professora Deusirene que atua diretamente na unidade com o programa “Educando para a Liberdade”, programa este desenvolvido na modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos) tendo inclusive um detento aprovado no vestibular de Educação Física e estando o mesmo prestando serviços a uma academia local.

No Centro de Detenção Provisória de Apodi, vários detentos já aprenderam a ler e escrever. Além desse projeto, ocorrem palestras, oficinas, e outras atividades, bem como um projeto de evangelização, tudo isto com vistas à reiserir os apenados no mercado de trabalho. O CDP conta ainda com uma pequena biblioteca e com doações de livros de colaboradores.

Para o diretor do CDP de Apodi, agente Marcio Morais, é muito gratificante receber a visita de alunos e professor do curso de Direito da Faculdade Evolução do alto Oeste Potiguar – FACEP. “Isso prova a credibilidade do nosso trabalho e o nosso compromisso com a ressocialização dos apenados, esse trabalho é fruto do empenho e dedicação de todos os colegas agentes que atuam nesse estabelecimento penitenciário”, comentou Marcio Morais. 

O projeto “Ressocialização e Dignidade” da Direito da Faculdade Evolução do alto Oeste Potiguar – FACEP é coordenado pelo professor Francicláudio Nato jutamente com os alunos, Camila Gomes, Yasmim Ribeiro e Elano Gomes. O projeto visa ressocializar os apenados do presídio em Pau dos Ferros, especialmente os que se encontramnos regimes aberto e semiabertos, e tem por objetivo básico acompanhar os processos desses detentos, aplicando os remédios jurídicos necessários para prover os direitos dos mesmos. 

De acordo com o coordenador projeto da FACEP, professor Francicláudio Nato, esse intercâmbio com o CDP de Apodi, vai contribuir para que o projeto “Ressocialização e dignidade” possa levar experiências de sucesso para o presídio em Pau dos Ferros, com vistas a dar mais oportunidades de reinserção dos apenados na sociedade e no mercado de trabalho. “Ninguém nasce infrator, é preciso buscar no cidadão os viés que o levaram a confrontar-se com as normas impostas pelo sistema jurídico. Entender os fatos e buscar as formas legais de dar novas oportunidades aos que realmente querem”. É esse o propósito de projetos dessa natureza, que ocorre no CDP de Apodi e agora através da FACEP com o “Ressocialização e Dignidade”, disse o professor Francicláudio Nato.

O Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP), existe a cerca de quatro anos. Nunca foi registrado fuga. Nem um agente da unidade responde a procedimentos na justiça. A unidade tem se transformado em modelo em todo o sistema penitenciário potiguar. Conta com o total apoio do judiciário através da juíza, Katia Guedes, Ministério Público, promotor, Silvio Brito. Ambos tem dado respaldo ao trabalho realizado pelos agentes penitenciários.

Atualmente a unidade conta com cerca de 50 detentos que cumprem pena nos regime fechado e semiaberto. São presos de cidades como Apodi, Felipe Guerra, Itaú, Rodolfo Fernandes e Severiano Melo, todos encravados na área de atuação da Comarca de Apodi.
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário