18/03/2017

Jogador de futebol Apodi é agredido por empresário na Arena Condá


Carro da Polícia Militar no CT da Chapecoense nesta sexta-feira (Foto: Eduardo Florão)

Depois da derrota da Chapecoense para o Lanús, pela Libertadores, Apodi sofreu outro duro golpe nesta sexta-feira. O jogador foi agredido com socos quando deixava a Arena Condá rumo ao CT Água Amarela, onde a Chapecoense se reapresentou. Apodi foi abordado pelo empresário Norberto Arruda que o questionou sobre uma suposta dívida.

O empresário aguardava Apodi na saída da Arena, onde os jogadores estiveram nesta sexta-feira em sessão de fotos para o álbum do Campeonato Brasileiro. Os dois começaram a conversar, e quando chegaram perto do carro do jogador, houve a agressão com socos no rosto. Alguns jogadores da Chapecoense que passavam na hora (como Nenén, Reinaldo e Moisés) e seguranças tentaram apartar e acalmar os ânimos. Apodi treinou no CT, mas também foi até uma delegacia registrar boletim de ocorrência.

Norberto Arruda é ex-jogador, com passagens por Grêmio e Internacional. O empresário procurou por Apodi, na última quarta e quinta-feira, no hotel onde a Chapecoense se hospeda na véspera dos jogos. No entanto, não conseguiu contato com o lateral pelo fato de a equipe estar em regime de concentração.

Apodi treinou nesta sexta após o incidente (Foto: Isadora Stentzler/Voz)

A Chapecoense emitiu o seguinte comunicado sobre o caso:

NOTA DE ESCLARECIMENTO:
A Associação Chapecoense de Futebol esclarece que o jogador Apodi foi agredido na saída da Arena Condá no início da tarde de hoje.

O jogador tomou as providências cabíveis logo após ocorrido. 

O Clube comunica em tempo que dará todo apoio necessário ao atleta.

Globoesporte.com.br
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário