02/03/2017

"É necessário distinguir a coisa Pública do Pessoal", destaca Gilvan Alves



Na sessão de hoje, (02), na Câmara Municipal de Apodi, o vereador Gilvan Alves (PTdoB) usou da tribuna agradecendo a Deus pelo retorno a casa do povo, após o período de carnaval, onde aproveitou para descansar e recarregar as energias. Alves apresentou em conjunto com o vereador Paulo de Telécio, uma Moção de Pesar a família de Bento Leite do Distrito de Melancias, que faleceu anteontem.

O parlamentar frisou que foram enviados a ele vários áudios e vídeos, contrariando afirmações de seu colega que o carnaval é do povo, quando na verdade houve politicagem, várias chacotas, desrespeito a sociedade como um todo, exibindo um áudio via celular na tribuna aos presentes e ouvintes da Rádio Vale do Apodi que transmite a sessão.

“Como o carnaval voltou? Como o carnaval é de todos?”, indagou Gilvan.

Alves disse ainda que na constituição brasileira veda essas práticas de promoção pessoal, pois a mesma fere a questão da impessoalidade. “Pessoa física e ente público são coisas diferentes”, acrescentou.

O LIMPE é uma combinação interessante de letras, formada por alguns princípios encontrados na Constituição Federal da República Federativa do Brasil. São eles, respectivamente, os princípios:

Legalidade
Impessoalidade
Moralidade
Publicidade
Eficiência

Em um discurso acalorado ele defendeu o fim de práticas “politiqueiras” durante festas públicas pagas com dinheiro público. “Já disse que se precisar elogiar, o farei, mas se tiver que criticar também o farei, vamos cobrar, pois esse é nosso papel”, afirmou.

Para ele deve haver nesse período de momo uma equidade entre o investimento entre o carnaval e religiosos da cidade, defendendo a realização de uma pesquisa para abalizar essa opinião popular.

O vereador defendeu um investimento igualitário entre carnaval e outras áreas, que são vitais à sociedade em todas as regiões do município de Apodi.
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário