03/06/2014

Transporte universitários da cidade de Apodi provoca acidente na BR 405


O transporte universitário que conduz os estudantes de nível técnico e superior da cidade de Apodi a Mossoró teve os dois pneus traseiros jogados fora do eixo no momento em que trafegava pela BR 405, nas proximidades da obra do DNOCS. O motivo seria, segundo os próprios alunos, a super lotação, que no momento, conduzia 92 alunos.

A classe universitária ficou totalmente assustada com o ocorrido e estão prometendo fazer uma baixa assinada para que os ônibus possa ser trocados, já que são velhos.

Segundo os próprios alunos a condução do ônibus hoje custa 57 mil reais mensais aos cofres do município, já que a prefeitura é quem arca com parte dos custos das viagens, e a contratação é, na atualidade, feita para 6 ônibus e gasto 6 mil reais por cada um, o que estaria dando um lucro de 21 mil, para a empresa responsável.

O blog vem acompanhando a causa já há algum tempo e percebe, além de mostrar a sociedade, que, o que foi de muito sucesso em 2013 poderá acabando ser um ato trágico em 2014, projeto TRANSformação.

Ninguém saiu ferido.
Nota: Poderíamos dizer que o Transporte universitários da cidade de Apodi provoca acidente na BR 405 com 92 alunos ou que o governo Flaviano troca pau de arara por caixa de lata. 

Parece até brincadeira mais é revoltante o que vem ocorrendo com os serviços públicos do município de Apodi. Hoje podemos até dizer que se nos últimos 20 anos os governos foram ruins, mas a atual gestão está superando.

Alguns irão me criticar com essa indagação, mas pensemos, até quando vamos continuar sofrendo com esses problemas? Será que teremos que esperar acontecer uma tragédia?

Eu também afirmo aqui que a culpa de tais acontecimentos não são apenas culpa de uma gestão desastrosa, mas também de uma classe de estudantes desorganizada, pois em uma assembléia, ocorrida no mês de maio, compareceram apenas 40 estudantes de 600, além de só pensarem no transporte e não cumprirem com os regulamentos do estatuto, entre outros.

Enfim, é preciso uma solução e não falácias, e preciso que a classe se organize e administre a gestão dos transportes, é preciso união e humildade por parte do poder público para reconhecer os erros que hoje são cometidos e é preciso ação.

Por Cassinho Morais
Com informação do Blog Do Jair Gomes
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário