18/05/2014

Deputado paulista sai em defesa dos jumentos potiguares


O deputado estadual Feliciano Filho (PEN/São Paulo) saiu em defesa dos jumentos do Rio Grande do Norte. Feliciano demonstrou sua preocupação após o promotor de Justiça da Comarca de Apodi, Silvio Brito ter levantado a bandeira do abate do animal, e que sua carne fosse consumida. 

Em sua rede social, Feliciano diz que enviou um ofício ao Procurador Geral de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte, Dr. Rinaldo Reis, solicitando a suspensão imediata do abate de jumentos e o encaminhamento dos animais abandonados para adoção por fiéis depositários e santuários que se comprometam a cuidar e preservar suas vidas.

O que motivou foram as declarações do promotor de Justiça Sílvio Brito, que promoveu uma degustação de carne de jumento como forma de “tirar esses animais da rodovia”. Esses indefesos animais passaram a vida trabalhando, ajudando o ser humano, muitas vezes de sol a sol, e, agora, recebem como prêmio uma proposta que carrega uma grande ingratidão. Trata-se de uma medida descabida e absurda. 

O tratamento que estes animais merecem é o mesmo que o Ceará está proporcionando, na cidade de Santa Quitéria, onde os jumentos abandonados encontram seu descanso merecido por meio da criação do primeiro parque temático de preservação do jumento.

Pedi ainda que, diante ao lamentável fato transcorrido, que o Ministério Público do Rio Grande do Norte verifique a possibilidade na criação do GRUPO ESPECIAL DE COMBATE AOS CRIMES AMBIENTAIS E DE PARCELAMENTO IRREGULAR DO SOLO – GECAP, recentemente criado pelo Ministério Público de SP, em virtude do elevado número de ocorrências envolvendo abusos, maus tratos, ferimento e mutilação de animais, inclusive em ambiente urbano e doméstico, caracterizando a pratica de delitos tipificados na Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/98).

Quero parabenizar também a Sociedade Vegetariana Brasileira pelo empenho neste caso.

Um abraço a todos
Feliciano Filho
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário