29/05/2014

Agentes penitenciários encontram celulares e armas artesanais no CDP de Apodi


Após minuciosa revista, realizada pelos agentes penitenciários na carceragem do Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP), foi apreendido quatro aparelhos celulares e três armas artesanais.

A revista nas celas foi realizada após a visita social. Os agentes encontraram um aparelho dentro de um receptor de antena parabólica, e os outros três dentro de um banheiro que fica no solário da unidade prisional. As três armas artesanais também foram encontradas no teto do solário.

Todos os aparelhos celulares serão encaminhados para Coordenadoria de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte – Coape/RN, como também comunicado Juiz Criminal e ao Ministério Público da Comarca de Apodi.

Celular vestido com um preservativo

Os apenados estavam fazendo uso dos aparelhos celulares para ligar para familiares, fazer ameaças e extorquir a população. Na carceragem do CDP de Apodi tem 34 apenados de varias cidades da região, inclusive de Mossoró, Umarizal, Severiano Melo, Itaú, Rodolfo Fernandes, Felipe Guerra, Iracema no Ceara dentre vários outros municípios.

A revista foi feita pelo diretor da unidade, agente Marcio Morais e com apoio dos agentes Natanael Vital e Vagner. Os agentes suspeitam que os aparelhos celulares estejam sendo introduzido na unidade prisional por familiares dos apenados e por algum preso do regime semiaberto. “Dispomos de informações que estão trazendo os celulares nas partes intimas”, comentou um agente penitenciário de Apodi.

Para o diretor do Centro de Detenção Provisória de Apodi, agente, Marcio Morais, os profissionais que atuam na unidade, tem feito de tudo para ressocializar os apenados que cumprem pena por aqui, mas existem alguns presos que não querem nada com a vida, não participam da escola, dos cultos e tentam criar problemas e dificultar o nosso trabalho. “Estamos atentos e qualquer um que tentar dar uma de espertinho por aqui, não vai se dar bem, pois estamos atentos para tirá-lo de tempo”, alfinetou o agente Marcio Morais.

Por Cassinho Morais 
Com informação do Jornal O Vale do Apodi
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário