04/01/2014

Polícia começa a ouvir testemunhas sobre morte do jovem morto em José da Penha, RN


José da Penha - O delegado de Policia de Luis Gomes e que também responde pelo expediente da Delegacia de José da Penha, Bel Donny Êxodo Cavalcante, começou a ouvir na manhã deste sábado, 04 de janeiro, as primeiras testemunhas do assassinato do jovem Edseu da Silva Fontes, 20 anos, morto a tiros na entrada da cidade de José da Penha, quando iria participar na última terça-feira (31) da tradicional festa de Réveillon da cidade. A polícia tem 30 dias para concluir o inquérito. 

De acordo com informações o(s) acusado(s) do crime ainda não foi identificado pela Polícia. Contudo, segundo informações, a policia trabalha com o nome de alguns suspeitos. O crime não chegou a ser presenciado por nenhuma pessoa, já que o local onde ocorreu o fato estava às escuras e de pouca movimentação, já que todas as pessoas estavam ligadas na festa da virada. 

De acordo informações, testemunhas informaram que ouviram um disparo de arma de fogo, provavelmente o tiro que atingiu a vítima e uma moto em disparada, supostamente os acusados que covardemente assassinaram um jovem indefeso, já que a vitima mantinha um grande ciclo de amizade e não tinha inimigos.

Edseu levou um tiro na região lateral do tórax e morreu na hora. Segundo o Sargento Lima, comandante do policiamento local, a família teria informado a policia que a vitima portava cerca de R$ 50,00 Reais ou menos, quantias estas não encontradas com vitima. “Quem matou, subtraiu o dinheiro e supostamente era uma pessoa conhecida da vitima e talvez tivesse sido reconhecido, razão pela qual levou a matar o rapaz”. Disse o Sargento. 

“Estamos trabalhando dia e noite para identificar e prender o(s) suposto(s) acusado(s), a Policia Militar não descansará enquanto não colocar esses bandidos atrás das grades”. Finalizou. 

O clima ainda é de tristeza e revolta, parentes e amigos ficaram chocados com morte. Edseu era um rapaz tranquilo, calmo e tímido que mal falava e gozava de grandes amizades. 
Fonte:Sargento Andrade
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário