09/03/2015

Mulher tem participação ativa na política do RN


Mesmo com redução em alguns espaços anteriormente ocupados, a participação das mulheres na política do Rio Grande do Norte ainda é significativa em se comparando com outros Estados brasileiros. No Dia Internacional da Mulher, a participação feminina na política norte-rio-grandense é digna de comemorações. 

O Estado foi comandado por representantes do sexo feminino por doze anos, com pequena interrupção em 2010. A primeira mulher a governar o Rio Grande do Norte foi a professora Wilma de Faria (PSB). Eleita em 2002, derrotando dois homens (Fernando Freire e Fernando Bezerra) e reeleita quatro depois, derrotando o senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), que até aquela ocasião nunca havia sido derrotado em disputas eleitorais. 

Em 2010, Wilma renunciou ao governo para disputar o Senado da República, transmitindo o cargo para o vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB), falecido em 2014. Wilma, que hoje ocupa a vice-prefeitura de Natal, governou a capital do Estado por três mandatos, sendo a primeira mulher eleita prefeita de Natal. Também foi deputada federal e deputada federal constituinte, participando ativa e diretamente da Constituição Federal de 1988, em vigor até hoje. 

Com o fim do governo Wilma de Faria, outra mulher assumiu o comando do Poder Executivo potiguar, a médica mossoroense Rosalba Ciarlini, que, em 2006, consagrou-se como a primeira mulher do Rio Grande do Norte a ocupar um assento no Senado da República. 

Em 2010, a mossoroense licenciou-se do cargo para disputar o Governo do Estado, sendo eleita em primeiro turno, concorrendo contra o então governador em exercício do Estado do Rio Grande do Norte, Iberê Ferreira de Souza. 

No Senado, o RN ganhou uma cadeira com Fátima Bezerra (PT) que, se somada à vaga da suplente Ivonete Dantas (PMDB), bate recorde em representatividade na Casa. Na Assembleia Legislativa, o RN chegou a ter três mulheres no parlamento estadual, no entanto, com o resultado do pleito do ano passado, apenas uma mulher foi eleita deputada estadual, no caso, a advogada Christiane Dantas, do Partido Comunista do Brasil (PC do B). 

Ainda na eleição de 2012, dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, foram eleitas 29 mulheres. No âmbito da Câmara Municipal de Mossoró, duas mulheres ocupam assento na Casa, as vereadoras Izabel Montenegro (PMDB) e Cícera Nogueira (PSD). O Palácio Rodolfo Fernandes chegou a ter três mulheres, mas vem se mantendo com duas cadeiras. 

Fonte:Gazeta do Oeste
Anterior Proxima Página inicial