21/08/2014

Biólogos tentam salvar tubarão-baleia encalhado no litoral Norte potiguar



Biólogos do Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), estão tentando salvar um tubarão-baleia que encalhou no Litoral Norte do estado no final da tarde desta quinta-feira (21). O animal, que possui aproximadamente 10 metros de comprimento, está preso às areias da praia do Farol, em Galinhos, distante pouco mais de 160 quilômetros de Natal.

Segundo o professor Flávio Lima, que coordena a equipe, o animal é adulto, “mas pela posição em que se encontra, ainda não foi possível saber se é macho ou fêmea”, ressaltou.

Ainda de acordo com o professor, dois biólogos monitoram o tubarão-baleia. Numa primeira tentativa de devolvê-lo ao mar, o animal até que foi desencalhado com a ajuda da população, mas acabou retornando para a praia e ficou preso novamente. “Vamos suspender as tentativas até que o dia amanheça. Precisamos de luz”, acrescentou. Equipes do Ibama e Corpo de Bombeiros também auxiliam. 

Flávio disse também que esta espécie, apesar de frequentar a costa potiguar, não é vista com tanta facilidade. “É um animal que vive em águas profundas. O fato de ter se aproximado tanto assim da praia indica que há algum problema com ele. É isso que estamos tentando descobrir Aparentemente não vimos nenhum machucado nele, mas está debilitado”, afirmou. O professor informou ainda que não há regitros noticiados de algum outro encalhe de tubarão-baleia no litoral do Rio Grande do Norte.
Anterior Proxima Página inicial