26/03/2014

Consumo com material de limpeza da Câmara Municipal de Apodi continua deixando a ´´pulga atrás da Orelha´´.


Após cerca de 3 meses de solicitado e só a partir do Ministério Público a Câmara Municipal de Apodi, através do presidente João Evangelista, fornece partes dos extratos de despesas com material de consumo de limpeza.

De acordo com os extratos apresentados nos meses de abril a novembro o volume gasto com esse tipo de despesa é de R$ 5.940,70 (cinco mil, novecentos e quarenta reais e setenta centavos). 

De acordo como o contrato apresentado pelo Portal da Transparência o contrato firmado com a Câmara foi da empresa Ecildo Roberto Monteiro da Silva ME no valor de 7.340,00 (sete mil, trezentos e quarenta reais) durante o período de fevereiro a dezembro de 2013. Os extratos entregues foram apenas dos meses de abril a novembro.
Imagem Ilustrativa

Analisando cada extrato mensal identificamos que o alto consumo acaba espantando a forma em que é efetuada pela câmara. Só no mês de Abril o consumo com água sanitária foi de 36 unidades de 1 litro cada, já em novembro o qual teve como valor mensal de R$ 688,60 (seiscentos e oitenta e oito reais e sessenta centavos), o consumo com papel higiênico fofinho com 4 rolos foram de 50 unidades. 

Os cálculos indicam que, como só há dois expedientes por semana para a atender ao público, e com expedientes de apenas meio dia na semana, o fato averígua julgar que há algo de errado.

A prova para tal ato foi apresentada pelo blog do Jair Gomes quando houve comparações com outras instituições em uma matéria do dia 17 de janeiro deste corrente ano.

Para mais esclarecimentos vejam o extrato do mês de abril no valor de 703,50 (setecentos e três reais e cinquenta centavos). Só pano de prato foram 12 unidades além dos demais meses.

Click na imagem para ampliar

Imagem Ilustrativa
E mais, os extratos ainda evidenciam dizer que a câmara municipal de Apodi está usando mais de um pano de prato 50x30cm por dia, cerca de 42 por mês. Além de 3 vassouras e rodos e bacias plásticas todos os meses, o que não é constatado em matéria no edifício funcional da instituição. 

As provas abrem algumas lacunas: Estão usando pano de prato e rebolando? Os rodos são descartáveis que não servem para repetidos usos? As vassouras se degradam a cada 10 dias? Essas são apenas algumas indagações outorgadas, isso porque não há o material apresentado na instituição e conferida pelo blog.


Além disso foi registrado que no mês de junho a Câmara adquiriu 17.500 folhas do tipo A4 da marca CHAMEX com um número de 35 resmas de 500 folhas cada, além dos demais meses.

Com isso concluímos que a Câmara Municipal de Apodi, que hoje é administrada pelo presidente/vereador João Evangelista de Menezes, não tem compromisso com a população de Apodi, um município pobre e com um alto grau de desempregabilidade, efetuando grandes valores em consumo, quase um salário mínimo por mês, fato este que nem a Escola Estadual Antônio Dantas com cerca de 800 alunos estudando nos 3 horários consegue chegar a este consumo.

Detalhe: SEGUNDO O DIRETOR DA ESCOLA LOURDES MOTA, O CONSUMO DE FOLHAS A4 EM 2013 FOI DE 40 RESMAS NO TOTAL, esse mesmo valor foi apresentado como média de consumo na escola Antônio Dantas.

FONTE: JAIR GOMES 
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário