15/01/2014

Tartaruga-gigante com nadadeira amputada encalha no litoral do RN


Tartaruga-gigante encalhou na praia de Jacumã, litoral norte do RN (Foto: Anderson Barbosa/G1)

Uma tartaruga marinha encalhou na praia de Jacumã, município de Ceará-Mirim, no litoral norte do Rio Grande do Norte, na manhã desta quarta-feira (15). O animal foi encontrado por banhistas e estava com uma das nadadeiras amputada. A Companhia Independente de Polícia Ambiental da PM foi acionada e providenciou a remoção da tartaruga para o Aquário Natal. A tartaruga é da espécie Dermochelys coriacea, conhecida como tartaruga-gigante ou tartaruga de couro.

De acordo com Ricardo Sérgio Feitosa, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e mebro do Projeto Tamar, a tartaruga-gigante ou tartauga de couro, como é conhecido o animal, não tem resistência para ser mantida em cativeiro, mas a remoção para o aquário foi necessária para que ela receba os cuidados necessários.

"Ela está com uma nadadeira amputada, precisa de cuidados. Vamos providenciar o tratamento dela para realizar a soltura em alto mar o mais rápido possível", explicou Ricardo.

Segundo o Projeto Tamar, a tartaruga-de-couro, ou tartaruga-gigante, é a maior de todas as tartarugas. No Brasil já foram registrados indivíduos com até 182 centímetros de comprimento curvilíneo de carapaça. A maior encontrada no mundo tinha 2,56 metros de comprimento. Em média, o animal pode pesar até 700 quilos. A mais pesada encontrada no mundo tinha 916 quilos.

Esta espécie de tartaruga marinha vive sempre em alto-mar e se alimenta preferencialmente de águas-vivas e medusas, aproximando-se do litoral apenas para desova. A área conhecida como desova regular situa-se no litoral Norte do Espírito Santo, com relatos de desovas ocasionais em praias do Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Há também registros de ocorrências reprodutivas no litoral do Piauí.
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário