03/01/2014

Falta de investimento permite titularidade á 2013 como o ano mais violento do RN


Um esquema elaborado pelo escritor especialista em segurança pública, Ivenio Dieb Hermes, mostra a evolução dos casos de homicídios nos últimos anos no Rio Grande do Norte. 

O levantamento foi feito com base em dados da Secretaria Estadual de Defesa Social e Segurança Pública (SESED).

De acordo com o esquema, do ano de 2005 a 2013 houve um aumento significativo de 175% no número de mortes violentas em todo o Rio Grande do Norte. Entretanto, entre os anos de 2007 a 2009 foi notado um pequeno declínio nos registros policiais.


Segundo o jornalista Cezar Alves, a leve redução não deve ser levada em consideração, visto que é um fato momentâneo. "Esses casos, as vezes acontece em função de algum ato ou esforço da polícia ou do judiciário", disse ele á reportagem do Blog.

Ainda segundo Cezar, o tenebroso quadro de violência do estado se formou ao londo dos últimos 20 anos. O motivo teria sido a falta de investimentos pelos governadores do estado em educação, estrutura familiar, ITEP, polícia ostensiva, justiça e no Ministério Público.

Com um total de 1642 mortes violentas registradas no RN e uma média diária de 4,5 homicídios. 2013 conclui-se com o título de ano mais violento da história.

Josemário Alves - Redação SOS Notícias do RN
Foto: Marcelino Neto
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário