05/12/2017

Apodi dar assistência para gol da Chapecoense e se classifica para Libertadores


O final, a Chapecoense venceu o Coritiba por 2 a 1 neste domingo, na Arena Condá, pela última rodada da Série A. A Chape, em uma linda história de reconstrução, volta a disputar a Taça Libertadores, enquanto o Coxa acabou rebaixado para a Série B - a última vez que o clube paranaense disputou a Segundona foi em 2010, quando conquistou o bicampeonato. Sport e Vitória escaparam.

Apodi dá o passe para Túlio de Melo fazer o gol da vitória da Chape (Foto: Divulgação/Sirli Freitas/Chapecoense)
Estatísticas da 38ª rodada do Campeonato Brasileiro (Foto: Equipe P&D Tecnologia)
Precisando do triunfo, o Verdão curitibano iniciou o duelo tentando marcar o adversário em seu campo de defesa, diminuindo espaço e com a intenção de surpreender. A primeira oportunidade, entretanto, veio da equipe da casa. Com 5, Reinaldo bateu falta da direita e Wilson espalmou para fora.

A estratégia da equipe paranaense, por outro lado, deu certo aos 13. Léo roubou a bola em saída errada da Chape, Tiago Real rolou e Kleber, de esquerda e de fora da área, chutou com categoria no ângulo de Jandrei. Golaço. 0x1.

A Chapecoense, também necessitando do placar, partiu para cima. Arthur Caike, com 23, mandou uma bomba em cobrança de falta e Wilson conseguiu tirar com as pontas dos dedos. Reinaldo, pouco depois, arriscou da entrada da área e chutou por cima do travessão. Mas, aos 37, a igualdade saiu. Elicarlos foi cruzar e a bola acabou indo direto pro gol, encobrindo o goleiro. 1x1.

Na volta do intervalo, o Coritiba manteve a postura de marcação alta e na busca de um gol salvador, ainda mais que os resultados paralelos não ajudavam. Com 4, Léo e Tiago tabelaram pela direita e o meia cruzou para Kleber na área, que driblou um marcador e chutou em cima da zaga. E foi só.

A Chape, então, passou a dominar o confronto e pressionar o time paranaense. Em três cobranças de escanteio, Wilson por duas vezes e Kleber evitaram a virada em cima da linha. Apodi, no fim, ainda mandou no travessão. Mas, aos 49, Apodi recebeu dentro da área, tocou para o lado e Túlio de Melo, de cabeça, fez o gol redentor. O gol foi ainda mais cruel para o Verdão do Alto da Glória que, no mesmo momento, via o Vitória levar a virada do Flamengo. Ou seja, a igualdade era suficiente para se livrar.

Com a vitória, a Chapecoense terminou na oitava colocação, com 54 pontos, no ano que marcou a reconstrução do clube após a tragédia que vitimou 71 pessoas no acidente de avião de 29 de novembro de 2016. A coroação de um ano difícil e dolorido veio com vaga na pré-Libertadores. Já o Coritiba, com 43, fechou o Brasileiro na décima sétima colocação e, depois de livrar da queda por seis anos consecutivos, não conseguiu repetir o feito.
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário