20/09/2017

Em Mossoró, 90% das ligações para o 190 não são chamados para ocorrências



90% das ligações para a Polícia Militar em Mossoró são trote

Em Mossoró, cidade do Oeste potiguar, a cada 100 ligações que a Central de Operações da Polícia Militar recebe, através do número 190, apenas 10 são realizadas com a intenção de obter o oficial do serviço. As outras 90 são trotes, ou pedidos de informações diversas. Só na semana passada, de acordo com a PM, a Central recebeu cerca de 5 mil ligações e, destas, apenas 10% foram ocorrências verídicas.

São os próprios PMs que fazem o atendimento e direcionam viaturas para a população, mas, com efetivo reduzido na Central e a grande quantidade de trotes, o trabalho é prejudicado.

“Diariamente aqui a gente se depara com situações como essa, e as vezes a pessoa que tá passando trote dá tanta riqueza de informações que faz com que a gente desloque a viatura até o local, mas muitas vezes a ocorrência não existe”, explicou o sargento Ramilson Carlos.

Todos os números que ligam para a Central de Operações da PM ficam arquivados e, quando esse contato volta a ligar insistentemente, o atendente fica em alerta para evitar o congestionamento da linha. Se necessário, retorna a ligação. “É a alternativa que nós temos no sentido de fazer cessar essas chamadas indevidas. Agora a pouco uma criança ligou cinco vezes num intervalo de dois minutos, e a gente percebia que era trote por identificar o clima de algazarra na ligação”, explica Rudney Pinto, sargento da PM.

De acordo com artigo 340 do Código Penal Brasileiro, a provocação de ação da autoridade, comunicando ocorrência sem ter verificado, cabe pena de um a seis meses de detenção.

“As pessoas têm que ter a consciência que o 190 é um número de emergência, que só pode ser acionado em caso de precisão realmente, porque a gente tira viatura de uma área pra atender um trote”, alerta o major Maximiliano Fernandes, Comandante do 2º Batalhão da PM.

Trotes e pedidos de informações representam maior parte dos chamados em Mossoró (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário