25/08/2016

Apodi: Vergonha nacional, vergonha municipal



A Câmara Municipal de Apodi, aquela que foi investigada pelo Ministério Público que revelou um desvio de R$ 35.519,41 em forma de combustível. De acordo com o Ministério Público, veículos não oficiais de vereadores e ainda carros de pessoas sem qualquer vínculo com a casa legislativa eram abastecidos em um posto da cidade e a conta era paga pela Câmara.

Pois é... 

Esses mesmos vereadores afastaram um prefeito legítimo, por não responder um simples ofício.

Os próximos dias serão decisivos para a democracia e os defensores da legalidade precisa se unir para derrotar o grave retrocesso político-institucional que os vereadores impuseram em Apodi.

É preciso reforçar a luta contra o golpe e direcionar a Câmara e aos vereadores a exigência para que se alinhem com a população que repudia o golpe.

A legalidade do seu mandato é baseada na nossa própria constituição e foi legitimamente conquistado nas eleições de 2012, com mais de 13 mil votos. Nenhum crime pesa contra o prefeito e seu mandato deve ser preservado e defendido.

Apodiario
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário