21/04/2016

No sufoco! ABC consegue virada emocionante e avança à segunda fase da Copa do Brasil


O futebol seguiu, nesta noite de quarta-feira (20), o ditado popular que o classifica como uma caixinha de surpresa. Favorito, o ABC correu o sério risco de ser eliminado da Copa do Brasil, ainda na primeira fase, ao sofrer dois gols, no Frasqueirão, para o modesto Goianésia-GO. Na primeira partida, as equipes haviam empatado por 1 a 1. No entanto, a equipe potiguar conseguiu a virada, de forma emocionante, e se garantiu na próxima etapa da competição com a vitória por 3 a 2.

Os tentos do time goiano apresentado ao mundo graças ao gol que Wendell Lira marcou pela equipe, em março de 2015 – eleito o mais bonito daquele ano – foram anotados pelo zagueiro Allef, aos 30 minutos, e por Cléber, meio-campista, aos 38. O time alvinegro marcou no segundo tempo com o meia Echeverria, duas vezes, aos 14 e aos 30, e com o atacante Jones Carioca, que fez na marca de 28 da etapa final.

A vitória emocionante com o mesmo placar que a equipe aplicou ao Cruzeiro-MG, na mesma competição no ano de 2014 – considerado histórico – eleva a moral do time alvinegro que, na segunda fase, pegará o arquirrival, América, ou o Gama-DF. As equipes ainda não estrearam na competição nacional.

O jogo…

O primeiro tempo foi horrível para o ABC. O time não conseguiu se apresentar bem e, para piorar, viu um adversário oportunista pronto para surpreender. A prova disso é que a equipe goiana foi para o intervalo vencendo por 2 a 0. Os gols foram do zagueiro Allef, de cabeça aos 30 minutos, e do meio-campista Cleber, que fez após boa tabela com o atacante Nonato, aos 38.

Veio a segunda etapa e tudo mudou. O time potiguar voltou do vestiário com duas substituições: Gustavo Bastos e Gabriel deram lugar para Montanha e Echeverria. As mexidas do técnico Geninho deram certo, tanto que este último jogador foi decisivo com dois gols marcados.

No final, o lateral Caio, do Goianésia, refletiu sua decepção e inconformismo tomando dois cartões amarelos em cinco minutos e, consequentemente, sendo expulso da partida. Ele nem pode observar a festa alvinegra logo que o árbitro apitou pela última vez no jogo.
Anterior Proxima Página inicial