31/08/2015

'Pessoa meiga', diz mãe de criança morta com tiro de espingarda no RN


"Era uma pessoa muito boa, todo mundo gostava dele. Uma pessoa muito meiga". É assim que a dona de casa Bruna Felix Gomes descreve o filho, Felipe Gomes da Silva, de 8 anos. O menino morreu com um tiro acidental na tarde deste sábado (29) em Muriú, praia do litoral Norte potiguar. O garoto brincava com uma espingarda do pai quando a arma disparou. O tiro atingiu a cabeça de Felipe.

O corpo foi velado na tarde deste domingo (30). O cortejo fúnebre saiu pelas ruas de Muriú até a igreja da praia. Emocionados, familiares e amigos prestaram as últimas homenagens e se despediram da criança.

Segundo a família, o garoto achou a arma, uma espingarda calibre 12, guardada no guarda-roupas do pai. Ainda de acordo com os parentes, outras duas crianças estavam brincando com Felipe no momento do disparo.

Uma perícia preliminar, realizada pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), esclarece que vestígios de pólvora foram encontrados nas mãos do menino, o que constata que foi o próprio Felipe, acidentalmente, quem fez o disparo.

O pai do menino se apresentou na Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal e entregou a espingarda. Ele vai responder em liberdade pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. De acordo com o delegado Aldo Lopes, o perdão judicial pode ser concedido neste caso, uma vez que o pai já foi punido com a morte do filho.

Felipe Gomes da Silva, de 8 anos, brincava com a espingarda do pai quando a arma disparou (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Anterior Proxima Página inicial