15/12/2014

Apenados do CDP de Apodi realizam mutirão de limpeza no Hospital Regional Hélio Morais Marinho


Presos que cumprem pena em regime fechado, mas que são considerados, presos de bom comportamento, no Centro de Detenção Provisória de Apodi (CDP), passaram todo o dia de domingo, trabalhando de forma voluntaria, na limpeza do pátio externo do Hospital Regional Hélio Morais Marinho em Apodi.

O mutirão de limpeza contou com a participação de sete apenados, que realizaram um trabalho de limpeza na área externa da unidade de saúde. Os apenados fizeram poda de arvores, limparam canteiros e o estacionamento do hospital. O trabalho foi coordenado pelo diretor da unidade prisional, agente penitenciário, Marcio Morais e pelo também agente penitenciário Wantier Góis. 

Os funcionários do Hospital Regional Helio Marinho, serviram um lanche aos apenados e ficaram satisfeito com a execução do trabalho. 

“Sempre que buscamos assistência medica junto aos profissionais do Hospital Helio Marinho, para os apenados do CDP Apodi, somos bem recebidos, e nada mais justo que também fazermos a nossa parte, percebemos que o pátio do hospital estava precisando de uma limpeza e realizamos, foi uma ação visando o bem coletivo, como também proporcionar aos apenados desenvolver atividades que venham privilegiar a população, uma forma de amenizar os erros por eles cometidos, promovendo a ressocialização dos mesmos através do trabalho voluntário”, comentou o diretor Marcio Morais que esta na direção da unidade a mais de um ano. 

O Centro de Detenção Provisória de Apodi existe a cerca de cinco anos, tem sido modelo no Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, lá os apenados participam de aulas, cultos, palestras educativas com variados temas. Atualmente a unidade esta custodiando mais de 50 detentos que cumprem pena nos regimes fechado e semiaberto. Os apenados são dos municípios de Severiano Melo, Itaú, Rodolfo Fernandes, Felipe Guerra e Apodi.

O trabalho do CDP Apodi ganhou destaque ao ponto do presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos e Cidadania do Rio Grande do Norte, Marcos Dionísio Medeiros, elogiar o trabalho de ressocialização realizado no estabelecimento penitenciário. 

O trabalho dos agentes penitenciários de Apodi tem recebido o total apoio do Judiciário e do Ministério Público, através da juíza Kátia Guedes Dias e do promotor, Silvio Brito. Ambos têm acompanhado de perto o trabalho de ressocialização dos apenados na unidade prisional.
Anterior Proxima Página inicial