22/06/2014

Em madrugada violenta, mulher é morta e três são feridos em Mossoró


Segundo a polícia, mulher ainda teria tentado fugir,
mas foi alcançada e morta a tiros
(Foto: Marcelino Neto/G1)
A madrugada deste domingo (22) foi de violência em Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Duas pessoas foram socorridas ao hospital após levarem facadas e uma foi ferida com disparos de arma de fogo dentro da Estação das Artes, no Centro da cidade. 

Além disso, uma mulher foi morta a tiros no Conjunto Santa Delmira. As informações são da Polícia Militar.

Segundo a PM, dois homens foram esfaqueados durante brigas em uma festa. Uma das vítimas foi encontradas em frente ao Colégio das Irmãs, que fica na Avenida Alberto Maranhão, tendo sido socorrida ao hospital por um taxista. O outro ferido foi socorrido por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, dentro do espaço da festa.

Quanto ao homem ferido a tiros, a polícia informou que ele foi baleado três vezes, crime que aconteceu por volta de 4h30 quando ele tentava comprar bebidas em uma das lanchonetes dentro da Estação das Artes. Um indivíduo foi visto saindo do local e entrando em um veiculo que o aguardava fora da Estação.

No mesmo horário, uma mulher identificada apenas como Williane, de aproximadamente 35 anos, foi atingida por disparos na Rua dos Antúrios, no Parque das Rosas. Ela ainda teria tentado fugir, mas foi alcançada e morta cerca de 200 metros depois, já na Rua Desembargador José Mozart, no Conjunto Santa Delmira.

Populares também disseram à polícia que um homem foi visto correndo logo após os tiros. O suspeito entrou em um carro de cor branca e fugiu. A PM revelou que a morte da mulher pode ter alguma relação com o assassinato do irmão dela, Wigrafo Natan Lopes da Silva, mais conhecido como Guigui, de 31 anos, morto a tiros em dezembro do ano passado no Loteamento Santa Helena. Guigui respondia por tráfico de drogas e outros delitos na região.

Segundo o delegado Clayton Pinho, titular da Delegacia Especializada de Homicídios de Mossoró, o estado de saúde do homem baleado na Estação das Artes é considerado muito grave. Ele foi socorrido pela Força Tática da PM e permanece no Hospital Regional Tarcísio Maia. Os esfaqueados, ainda de acordo coma polícia, não correm risco de morte.

Por Cassinho Morais
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário