02/01/2014

Número de chips de celular ativos no RN é 30% maior que o de habitantes


Se no Brasil o número de linhas de telefonia móvel já é maior do que o de habitantes, no Rio Grande do Norte não poderia ser diferente. De acordo com dados levantados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o estado conta com mais de 4 milhões de chips de celular ativos, 30% a mais que o número de pessoas.

De acordo com a Anatel, o número de linhas telefônicas ativas no RN é de 4.541.866, contra 3.168.027 de habitantes, segundo dados do último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ou seja, existe mais de uma linha para cada habitante do estado. E com o aumento do número de linhas e aparelhos, o celular virou item de primeira necessidade e têm diversas funções que vão além do fazer e receber chamadas. Seja um modelo novo ou um antigo, é difícil encontrar quem não tenha à mão um aparelho que realize várias atividades.

"Eu uso como despertador, para ligar, para mandar mensagem. Tenho esse aparelho há 12 anos. É um guerreiro", brinca o servidor público José Jussiê Souza. A necessidade do potiguar pelas linhas tem diversas explicações. Para o corretor de imóveis Diogo Rodrigues, as linhas telefônicas móveis facilitam no trato com os clientes. "Tenho dois aparelhos e três chips, mas a minha pretensão é pegar mais uma operadora para atender a necessidade dos clientes. Já me acostumei", disse.

O motivo para o número de linhas pode estar nos diferentes serviços oferecidos pelas operadoras. Muitas pessoas aproveitam promoções para poder utilizar serviços como mensagens de texto e internet. É o caso da advogada Ângela Abreu, que diz que já se habituou a usar mais de uma linha. "Já me habituei a ficar ligada em tudo. Qualquer coisa eu tenho como me comunicar. Eu viajo muito e não gosto de perder nada do que acontece, por isso na dúvida tenho logo três linhas diferentes e meu marido outras duas".

Brasil tem 270 milhões de linhas

O Brasil fechou novembro de 2013 com 594,9 mil novas assinaturas de telefonia móvel, totalizando 270,52 milhões de linhas ativas, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados nesta terça-feira (31).

No mês, foram feitos 212,01 milhões de acessos por aparelhos pré-pagos, o equivalente a 78,37% do total. Já as linhas pós-pagas tiveram 58,51 milhões de acessos (21,63% do total).
No penúltimo mês de 2013, a banda larga móvel totalizou 96,4 milhões de acessos, dos quais 923,35 mil foram feitos na rede 4G (LTE).
A operadora Vivo manteve-se na liderança do mercado, com 28,7% de participação, seguida da TIM, com 26,9%. A Claro aparece em terceiro lugar, com uma fatia de 25,2%, seguida pela Oi, com 18,5%.
Anterior Proxima Página inicial
Postar um comentário